Saiba as diferenças entre proposta e contrato de honorários

Você entende a diferença entre a proposta e o contrato de honorários? Sabe o que colocar em cada um? Muitas vezes, os advogados se confundem nesse quesito, mas algumas dicas podem ajudá-los. Enquanto no contrato de honorários são inseridas cláusulas e determinados respaldos do trabalho que está sendo combinado, a proposta é mais comercial, objetiva – poderíamos dizer que ela é menos “pesada”.

Não existe uma fórmula, mas alguns pontos podem ser estratégicos para valorizar a proposta de honorários. É possível começar “elevando” o cliente. Pode-se falar, por exemplo, que o escritório fará o envio dessa proposta para análise, discorrer sobre a satisfação em atendê-lo, enfim algo mais acessível para a avaliação do cliente.

Um erro comum é que muitos escritórios começam com um texto sobre eles próprios. A descrição do escritório tem que ser breve –, até porque se o cliente está pedindo essa proposta, certamente ele já compreendeu o valor do trabalho da banca. Lembre-se mais uma vez da objetividade: as pessoas gostam de ir direto ao ponto de interesse. Você pode citar as áreas de atuação, especialidades dos advogados e os diferenciais da banca.

Fazer um resumo do escopo de trabalho seria um terceiro ponto. Aqui você deve passar a ideia de que entendeu a necessidade do cliente, traçando estratégias para atendê-lo, trazer questões a serem verificadas e as condições de trabalho em geral. Uma dica: fale a linguagem de quem vai ouvi-lo. Deixe os termos jurídicos um pouco de lado e saiba que a clareza na forma de se comunicar será determinante para a avaliação e, consequentemente, para o fechamento dessa proposta.

Um tópico muito importante para concluir essa proposta: jamais use os termos “preço” ou “honorários”. Você e o seu escritório não podem ser vistos como um custo ou despesa, e sim como investimento. Então, essa é a melhor palavra a se colocar. Por fim, avalie e esclareça bem a composição do preço que está sendo repassado. Caso contrário, o cliente também não o entenderá.