Gestão do departamento financeiro: o ‘combustível’

Controlar a gestão financeira de qualquer empresa é um fator decisivo para a sustentabilidade, seja em curto, médio ou longo prazo. Em tempos de incerteza econômica, isso se torna ainda mais estratégico. Nesse caso, não estamos falando nem em ser competitivo, mas sim em sobrevivência e manutenção de custos organizacionais.

Neste ano, muitas empresas encerraram as atividades e ficou evidente que muitas delas não estavam preparadas para enfrentar um período de crise ou os novos formatos de trabalho. Logo no início da pandemia da covid-19, uma pesquisa realizada pelo Sebrae revelou que ao menos 600 mil micro e pequenas empresas fecharam as portas.

É exatamente em momentos difíceis que surgem as oportunidades de adaptação e transformação. A maioria das empresas “sobreviventes” teve que rever custos, despesas e investimentos.  O ano de 2020 mexeu com as finanças de muitas organizações, mas também trouxe lições importantes ao mercado, entre elas a necessidade de um bom planejamento financeiro.

De acordo com a pesquisa do Sebrae, apenas 26,6% das empresas estavam com uma boa situação financeira, enquanto 49% estavam em condições razoáveis e os outros 24,4% consideraram a situação ruim. E a sua empresa estava preparada e bem estruturada para essa crise?

Não importa o tamanho da empresa, o departamento financeiro precisa de uma gestão atenta e organizada. Ele é o “combustível” para qualquer negócio. Não espere a crise chegar para dar a devida atenção às finanças.

Você mesmo pode fazer esse controle, em caso de microempresas, ou a opção pode ser terceirizá-lo a uma consultoria especializada. O acompanhamento profissional do financeiro é essencial para a mensuração e controle dos custos. Entre em contato conosco e solicite um orçamento para 2021.